terça-feira, 26 de janeiro de 2010

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O pássaro impossível




Cortaram-me as asas e a garganta.
Nada esperem de mim.

Sou um pássaro impossível.

______________

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Buscando a lua.





Vagamos pela noite buscando a lua que desmancha no rio a sua luz prateada.
Sorvemos o barulho indescritível dos sapos, rãs, insetos e das aves noturnas.
Andamos pela ponte, livres e felizes. Somos dois bichos estranhos, em perfeita comunhão com a noite e seus mistérios.


________________________

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Os anjos




É inútil matar os anjos.
Onde jogar as asas?
Onde enterrar os corpos?

Anjos não têm asas.
Anjos não têm corpos.

Os anjos são eternos.
Cada vez mais fortes,
após cada morte,
renascem dentro de nós.

____________