segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

GRITO




























GRITO

Já não sei como calar
esse silêncio
da pedra
que grita e grita
em meus ouvidos






2 comentários:

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Poetisa, Sônia Brandão !
... e somente audível por ti, nas entranhas da tua essência. Parabéns pelo belo texto, com um fraternal abraço.
Sinval.

© Piedade Araújo Sol disse...

Palavras em completa sintonia com a foto.
gostei muito!
beijinhos
:)