domingo, 30 de setembro de 2012

POUSO



































POUSO

Os pássaros voaram
dos meus olhos
para o ninho macio
do poema.







13 comentários:

Marina Linhares disse...

A beleza dos pássaros e suas cores, junto com o poema, fazem de você uma grande "fotopoeta".
Lindo post, adorei!
Bjs.

:.tossan® disse...

Nossa! Quanta beleza! Na natureza e na tua fotografia que tanto me encanta. Beijo

Luna disse...

nao voaram esses belos clics com que nos presenteias
beijinhos

Isidro Ortiz disse...

Estupendas capturas de estas bonitas aves.Saludos

cacau jafet disse...

Simplesmente maravilhoso!!!!!Parabéns!!!
bjos de luz

Cristina Ferreira disse...

Sorte a sua ver tantos passarinhos assim de perto. Amei todos, principalmente o primeiro.

Bjus

Bípede Falante disse...

o vermelhinho sou eu :)
eu longe do meu ninho mas perto da sua poesia.
beijoss

Marcos Campos disse...

:D !
Só isso !

Graça Pereira disse...

Se eu fosse ave...também voaria para a lucidez do teu poema.
Beijo
Graça

Elisa T. Campos disse...


Lembrei-me deste texto que li ontem do livro " Do universo à jabuticaba"
de Rubem Braga.

Sobre Deus

"Não vejo a minha córnea. Vejo através dela. Quem vê a própria córnea é cego. Deus é uma córnea: uma transparência invisível que nos permite ver. Quem diz que vê Deus é cego de Deus."

Sônia
Adoro vir aqui porque vejo Deus através da minha córnea.
Lindo.Lindo.

bjs

Angela disse...

Lindo esses pássaros, e que belo poema para a companhar, dupla perfeita.
bj

Pablo Rocha disse...

Belíssimo voo!! Abraço!

© Piedade Araújo Sol disse...

belos pássaros

beijo