quarta-feira, 8 de agosto de 2012

PROPÓSITO




Fazer do silêncio as minhas asas
e da pedra a minha boca.




15 comentários:

Marina Linhares disse...

Linda imagem dessa margem do rio.
Tem água... tem pedra... tem o que já foi uma árvore... e tem o silênco...
Suas fotos com suas frases/poemas sempre me encantam.
Bjs.

Tania regina Contreiras disse...

Rncantador. As fotos se fundem com as palavras, criam a harmonia. Lindo.

Beijos,

:.tossan® disse...

É no silêncio é nos entendemos....Psiuuu! Bj

Ana Martins disse...

Magnifico, Sônia!
Gosto dessa capacidade de nos surpreender sempre.

Beijinho,
Ana Martins

Jorge Costa Reis disse...

Magnífica !!!!

Caroline Godtbil disse...

Sensibilidade em imagens e palavras... tudo que me encanta!
Beijo.
Sigo contigo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

belíssimo Sonia eu adoro teus versos mínimos mas tão cheios de beleza!

beijos

Bípede Falante disse...

Anotei.
Ei de aprender.
beijoss

Thuan Carvalho disse...

Uma boca de pedra tem palavras duras.

;)

Graça Pereira disse...

E no silêncio...eu recolho tantas palavras que a boca não falou!!
Beijo
Graça

Diana L. Ramos disse...

Sensibilidade, silêncio, uma tristeza que passeia nas águas...Lindo demais.

aaluah disse...

Quando o não dizer está dizendo..

Elisa T. Campos disse...

E você já disse tudo.

Beijos

Mara faturi disse...

Belíssimo fazer;))
Bjos!

© Piedade Araújo Sol disse...

excelent!