quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A FLOR NA CALÇADA





A FLOR NA CALÇADA
  
Indiferente
às impurezas do mundo,
na beira da calçada
a flor esplende.



11 comentários:

Cristiano Marcell disse...

Belíssimo!

Thuan Carvalho disse...

a flor esplende, o poema esplêndido!

lindo!

Marina Linhares disse...

São as que mais gosto... e as do meio do mato também.
Lindo poema e foto. Você tem um maravilhoso olhar.
Bjs.

Bípede Falante disse...

o cimento acaba com quase tudo, mas algumas raridades escapam dele e de todas as fúrias.
beijoss

Tania regina Contreiras disse...

Poesia é resistência, não é? É insistência. Continuar a SER quando nem há mais espaço.

Beijos,

Bruno Gaspari disse...

Corajosa flor.

Abraço

Bazófias e Discrepâncias de um certo diverso disse...

Belíssima flor!
Dá coragem de existir com propriedade, mesmo que as calçadas nos levem a pensar diferente.

bjos, sônia!

Mar Arável disse...

Há belos motivos
para olhar o chão que pisamos

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente post....
Cumprimentos

Elisa T. Campos disse...

É cor de rosa choque
De quem nada quer.

bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

e a flor nasce por entre as pedras...