terça-feira, 24 de abril de 2012

QUADRO































QUADRO

Na sombra imaginária das árvores mortas,
uma mulher borda os vestidos da tristeza.






12 comentários:

Lara Amaral disse...

Uau, Sônia! Vc sempre tem as fotos espetaculares para os versos certeiros, e vice-versa.

Demais!

Beijo.

Diana L. Ramos disse...

Indescritível o impacto que senti ao ver este post.
Você consegue expressar poeticamente o que de tristeza que habita nossa alma.
Grande abraço Sõnia.

Eliana Mora [El] disse...

Lindo isso, SOnia.

beijos, El

AC disse...

Depende do olhar. Uma árvore morta pode, simplesmente, ser a passagem de testemunho. E isso é perpetuar a vida.

Beijo :)

Bípede Falante disse...

Impressionante como você consegue com duas, três linhas revelar um universo!
beijoss

Iara Maria Carvalho disse...

lindo tudo!

dade amorim disse...

De beleza e conjugação de imagens e poemas você sabe tudo.

Beijo, Sônia.

Ana Martins disse...

Uma imagem que por si só já é poesia, e uma frase poeticamente escrita a poetizar para sempre a imagem.

Lindo!

Beijinho,
Ana Martins

Luhana disse...

A beleza, que mesmo na tristeza provoca um suspiro de admiração, quando captada através de olhos tão sensíveis e revelada em palavras, faz desabrochar um novo sentido e uma nova maneira de enxergar.

São lindas as tuas palavras, como sempre.

Elisa T. Campos disse...

E o pássaro é possível. Só o seu olhar num breve voo pode descrever todo o universo nestas árvores mortas.

Bjs

Ives disse...

Olá, muito interessante o seu blog Srta, parabéns, se permitir estarei retornando, abraços

Marina Linhares disse...

Imagem vs texto perfeitos.