sábado, 7 de janeiro de 2012

CASINHA



























CASINHA


Apenas uma casinha
doendo de saudade na paisagem.





15 comentários:

MIRZE disse...

Poucas palavras!

Tanta profundidade!

Beijos

Mirze

Cristiano Marcell disse...

Belo poemeto que adorna ainda mais a belíssima imagem!

Parabéns, prezada poetisa!

AC disse...

Gosto da sua poesia, Sónia. Muito!

Beijo :)

Luiza Maciel Nogueira disse...

nossa esse poema é magnífico. tanto que li e me doeu o peito. e agradeço Sônia! beijos

Ana Rita Profirio disse...

Olá Sonia! Bom dia!
Concordo com a Mirze muito profundo e belo também!
`
Òtima semana!!

Fernand's disse...

coisa mais linda.

Graça Pereira disse...

E nesta frase está tudo dito, com sentimento e pronfundidade! Belo mesmo!
Bj e uma boa semana.
Graça

Mar Arável disse...

Palavras com vida por dentro

Bazófias e Discrepâncias de um certo diverso disse...

Oi Sônia... a imagem e as palavras fazem a nossa imaginação poética e a nossa emoção irem longe! Muito bom! :)

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
Bjs!
Zilda Mara
@ZildaPeixoto
http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

Alessandra Espínola disse...

cada tijolo uma saudade...

Bípede Falante disse...

Uma casinha é uma imensidão...
beijos :)

india to maldives cruise disse...

Great post, thank for share! I will return this blog to read more useful posts. Thanks!

Elisa T. Campos disse...

Talvez a lembrança do leite colhido e de um café feito à tarde no fogão à lenha.

Alegra-me muito a sua sensibilidade.
bjs

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente....
Cumprimentos