domingo, 31 de julho de 2011

ORIGEM


                                                Origem  

                                                Eu não nasci,
                                                vim do mar.



              

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A ESPADA DA NOITE





                                 


A ESPADA DA NOITE

Os gritos dos grilos
 brotam
das faces ocas
 da tarde
e beliscam a pele
 do céu.

A espada da noite
degola o dia.


.


segunda-feira, 18 de julho de 2011

OS POETAS DA SOLIDÃO


































Os poetas da solidão

Com voz sonâmbula
os sapos cantam
i n f i n d a v e l m e n t e
 para a lua.
São os poetas da solidão.



segunda-feira, 11 de julho de 2011

Os girassóis



                                     
                         O vento brinca no seio dourado dos girassóis.





quarta-feira, 6 de julho de 2011

NOTURNO

       
                    NOTURNO
           
As casas sonham.
A cidade dorme.

Eu e meu cão vagamos pela noite.

Ele bebe as estrelas refletidas
na água que a chuva deixou pelas calçadas.

A lua e o silêncio me alimentam.

É minha a noite.
A minha alma canta.