quinta-feira, 7 de abril de 2011

Caverna





CAVERNA        


Na escuridão e no silêncio

tão intensos

eu quase aprendi o que é o nada.






11 comentários:

Fernand's disse...

quase... a perturbação silenciosa talvez não tenha permitido.



=)

bjsmeus

Lara Amaral disse...

Massa! Vc, sempre profunda, até nas fotos ;)

Beijo.

Mar Arável disse...

De facto é preciso fechar os olhos

não para olhar

mas para ver

Raíz disse...

Fantástico, Sônia querida!

è lá nessa escuridão da alma que enxergamos o nada!

Beijos

Mirze

Carlos A. Barbosa disse...

Amizade é um dom divino. É um dom que poucos tem. É algo sublime, perfeito, delicado. É um sentimento bom, gostoso de sentir. Quando ganhamos um amigo, tudo parece ser mais fácil, a vida se torna mais bela e a semente do amor é frutificada, regada com muita paz, harmonia e sinceridade nos corações que tem a Deus. Damares Nunes

Rita disse...

e nesse nada há quase tudo...
caverna, templo de Deus, regozija a alma...
bjos querida Sônia

Pedro Luso disse...

Sônia,

O silêncio na escuridão também pode ser aterrador, quando, no nosso íntimo, vemos nossos fantasmas que fingíamos não existirem.

Abraços,
Pedro.

Fred Caju disse...

O nada tem tanto a ensinar.

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito bom!!!

Um abraço,
Doce de Lira

Nilson Barcelli disse...

As cavernas estão cheias do vazio da solidão...
Beijos, querida amiga.

Mexóba disse...

Bellisima foto, un placer haber pasado por tu blog, lo haremos más a menudo, visitanos cuando quieras, un saludo.
www.fotosparadisfrutar.blogspot.com