sábado, 26 de março de 2011

Anoitecer



                                          ANOITECER


                                         O silêncio
                                         abre as asas tristes.

                                        O dia se consome.

                                        Uma rosa e o crepúsculo
                                        agonizam.



                                          ________________


18 comentários:

Jair Gabardo. disse...

E eu que fico na ansiedade por mais um amanhecer. Chega logo dia, chega!

Um abraço e bom final de semana.

Jair Gabardo.

Luiza disse...

a natureza em suas facetas - abrigadas no olhar :) lindo!

Beijos!

Guará Matos disse...

Mas logo depois o Sol nasce o brilhos traz a vida outra vez.

Bjs.

Rita disse...

traz a vida e tudo o mais q a constitui, as coisa boas e as mazelas...
gosto da maneira como escreves porque seu eu lírico consegue ser tão profundo em poucas palavras.
e agregas em pouco tantas possibilidades...
bjos
ps
conheço muitas dessas rosas...

Fred Caju disse...

E é assim todos os dias...

Graça Pereira disse...

As rosas agonizam...no silêncio!
Bj e bom domingo.
Graça

Tuca Zamagna disse...

Redondo, intenso como um hacai. Só um pouco mais gordinho...

Gosto de textos curtíssimos, tanto em versos quanto em prosa. E você é boa nisso, Sônia. Estou com o pensamento aqui, mas ainda ouço o ranger das engrenagens do pequeno triciclo no qual a menininha dá voltas e voltas ao redor da mesa.

Um abraço

Lara Amaral disse...

A hora crepuscular tem esse ar de piedade...

Grande beijo!

Raíz disse...

QUE LINDO, SÔNIA!

De crepúsculos e rosas você é PHD!

Beijos

Mirze

Fernando Campanella disse...

O crepúsculo é um dos espetáculos mais belos da natureza, nos dá a ilusão de que o sol tem que se deitar, descansar...e que reluta em fazê-lo. Daí a explosão de tons e cores. Gosto muito da hora da tarde que o precede.

O belo poema nos diz de um certo sentimento de tristeza nesses momentos do dia, mas a foto, belíssima, Sonia, é toda uma expressão de calor e alegria.

Bjo.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sônia, gostei da fotografia e do poema...Espectacular....
Cumprimentos

Tais Luso disse...

Vejo tanta beleza no anoitecer - mesmo com seus silêncios que parecem tristes.
Mas na tristeza, há também, por seu mistério, uma grande beleza.

Beijo pra você, Sonia.
Tais Luso

Fernando Campanella disse...

Oi, Sonia, tem um prêmio pra vc e pro Brandão lá no meu blog. É o KREATIVE BLOGGER. APANHE O SELO LÁ, AVISE O BRANDÃO TAMBÉM, E COLEM EM SEUS BLOGS. VEJAM AS REGRAS LÁ, TB. ABRAÇÃO

Marcos Campos disse...

D+ !! Desculpe ser recorrente, mas a sensação quando venho aqui é boa !!

Mar Arável disse...

Há silêncios assim

Marcelino disse...

Para além dos haicais há esses oemas feitos de singeleza, lirismo e seleção vocabular precisa. Parabéns.

Amanhecer disse...

Lindas as fotos e as mensagens a elas associadas. Parabéns pelo Blog.

Lica Mandelli disse...

A composição do texto e a imagem está belíssa, gostei muito de sua visão da noite que, para mim, acalma ou agita nosso ser...