quarta-feira, 23 de junho de 2010

Encontro




Encontro

No poço fundo
Da noite oca
A morte estúpida
Mostra seus dentes.

________

13 comentários:

Lara Amaral disse...

Que imagem, que poema, adoro vir aqui!

Beijo.

Wilson Torres Nanini disse...

Como um alerta rimbaudiano: a morte ali espreita, esperando.

Abraços!

Graça Pereira disse...

Porque será que a morte espreita sempre na noite?
Beijo
Graça

dade amorim disse...

Perfeito, Sônia: poema, imagem e clima.

Beijo!

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através Zambeziana. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

ElmaCarneiro disse...

Belíssima foto e contundentes versos.
Beijooo

❧Stéfani❧ disse...

Amo poemas. Esse me faz lembrar de uma intensa fase pelo qual passei.

Caí num desejo prunfundo de morte.
Nos encontrávamos sempre na solidão da noite mas ela não veio mais.

Blog excelente!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sônia, bela fotografia...belo poema...Espectaculae....
Beijos

Claudia Almeida disse...

Sintetizou bem a morte, beleza!Bjs

Marcos Campos disse...

Adoro seus versos curtos!
Beijo!

Leca disse...

Perfeito e tenso...
esse encontro...
beijos
Leca

ANTONIO CARLOS F. JR. disse...

Olá Sonia, tudo bem?
Que imagens encatadoras, gostei muito do texto também!
Um abraço!
estou te seguindo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sônia, bela imagem...belos versos...Espectacular....
Beijos