sábado, 1 de maio de 2010

Véspera



Clique na foto.
______________

10 comentários:

Lara Amaral disse...

Sempre tão singela e profunda, Sônia.

Beijos.

Luciana Horta disse...

Nada como o amor e a liberdade "voando" juntos!

Abração e bom final de semana!

Luciana (Catadora de Palavras)

Edson Bueno de Camargo disse...

o outono entrou neste poema.

Claudia Almeida disse...

Sônia, lindo,bjs.

C@urosa disse...

Olá querida Sônia Brandão, e os pássaros em nossa vida, lá no dimenor também tem pássaros arejando a nossa alma. Muito lindo, poema e imagem.

paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

Nydia Bonetti disse...

há cantos que parecem presságios... os pássaros sabem das estações e as pressentem - muito antes de nós - e sem calendários. beijo, Sônia.

dade amorim disse...

Quanto simbolismo, que bonito o dístico, Sônia.

Beijo.

Marliborges disse...

Ai que lindo, profundo e sensível. Bjsss

Pedro Luso disse...

Bela postagem a sua, Sônia, com esse casamento perfeito entre seu poema e a foto de sua autoria. Um post artístico. Parabéns.

Abraços,
Pedro.

BAR DO BARDO disse...

É sim...