sábado, 6 de fevereiro de 2010

Jaula




Jaula

Os olhos do macaco
atrás das grades
doem em mim.

___________

Foto e poema: Sônia Brandão

20 comentários:

Ana Martins disse...

Boa noite Sónia,
e não é que doiem mesmo?

Beijinhos com votos de um excelente Domingo,
Ana Martins

Sonia Schmorantz disse...

"É a possibilidade que me faz continuar e não a certeza. Uma espécie de aposta da minha parte. E embora me possam chamar sonhador, louco ou qualquer outra coisa, acredito que com Deus tudo é possível..."
Um lindo domingo e ótima semana!
abraços

Moacy Cirne disse...

O olhar do Outro
e e a compreensão diante da
Diferença.
Um poema e tanto!

Abraços.

Claudia Almeida disse...

Todos os tipo de classes não se adaptam, autodestruição dos macacos e outros...bjs!

Nydia Bonetti disse...

O olhar do macaco
atrás das grades
é puro
reflexo dos nossos

por isso dói tanto

Beijos, Sônia!

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia.
Tenho pavou em ver bichos engaiolados.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma ótima semana.
Saudações Florestais !

Marcelo Novaes disse...

Sônia,



Mantens o olhar aceso...





um beijo,







Marcelo.

BC disse...

A liberdade é indispensável à vida do ser vivo, seja ele qual fôr.
Beijo

Mara faturi disse...

Concordo com a Nydia e comungo com vocês a dor...
Bjo!

Silvana Nunes .'. disse...

Ai, amiga. Detesto ver animais em gaiolas.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom dia.
Saudações Florestais !

Fernando Campanella disse...

Tive esta mesma sensação , Sonia, quando passei pelas jaulas dos leões aqui no horto florestal de minha cidade. Sem palavras, só uma dor... Grande abraço.

Leonor Cordeiro disse...

Querida Sônia,
Um dos seus poemas está enfeitando o meu blog. Tomei a liberdade de fazer a postagem antes de pedir a sua autorização. Coloquei um link para esse espaço.
Grannnnde abraço!

Marcos Campos disse...

Em quem não doeria?
Teria coração?

BEL disse...

Tão poucas palavras que dizem tanto
Parabéns

Bel

Wilson Torres Nanini disse...

Que poder de síntese! Gostei demais.

Sarah Slowaska disse...

Principalmente quando os olhos dos macacos reflectem as grades que trazemos dentro de nós.

líria porto disse...

atrás de grades, engaiolados, todos os olhos e olhares doem também em mim.

besos

Jorge C. Reis disse...

Olhar triste. Comovente.

lírica disse...

...em mim também Sônia.
bj

pedro a. cruz cruz disse...

EXCELENTE.
http://cruz-pedro.blogspot.com
http://cruzmfiap.blogspot.com