segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Sinfonia




Canto para o pássaro.
Tenho uma árvore no peito.

_____________

19 comentários:

Alda disse...

Olá Sónia,

Poucas palavras, mas muito sentimento!
Um beijo de luz!

Cris Animal disse...

Ahhhhhhhh, mu Deus!

Que coisa mais linda.

Vou repetir: "Canto para o pássaro.
Tenho uma árvore no peito."

Sônia, esse não seria o segredo da troca perfeita onde a natureza estaria à salvo?

Poesia em forma de oração e esperança, minha Amiga Querida!

beijos carinhosos

BC disse...

Porque não inverter os papéis, seria divertido.
beijo
Isabel

Licas disse...

Olá Sónia

No meu blog tens lá uma prendinha e um desafio para ti.
Até breve
Licas

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sônia, belo sentimento...Espectacular....
Beijos

Licas disse...

Sónia
Compreendo muito bem a sua escolha em relação ao meu desafio. Muitas vezes tenho parado para pensar se devo ou não seguir determinados caminhos. A "vida nos blogs" não é fácil e tem que existir um cuidado suplementar.
Só lhe peço que se existir um problema de carácter geral que possa sucede a cada uma de níos no-lo avise para que todos juntos consigamos fazer destes espeços, lugares seguros e fiáveis. Se quiser fazê-lo antes para o e-mail pode estar à vontade.
Muito grata
licas

Licas disse...

Ei! tantos erros que dei no post anterior ...
Por favor desculpe-me

suceder nós espaços

Nydia Bonetti disse...

Meu Deus, que coisa linda! Teu canto nos alenta Sônia.

beijos

Sonia Schmorantz disse...

Lindo isso, encantador!
beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

Que grandeza
em um poema tão conciso...

BELÍSSIMO!

Passearei mais pelo seu blog.

Um beijo,
doce de lira

Gaspar de Jesus disse...

Olá SÔNIA
Boa noite
Na minha participação no Passatempo GINCANA ao Amigo Eduardo Lunardelli seleccionei o PÁSSARO IMPOSSÍVEL.
Passe no Arte Fotográfica para conferir.
Beijinhos
G.J.

.Lis disse...

Já estou eu a conferir o seu blog citado pelo amigo Gaspar de Jesus.De fato, poucas plabras , sutis e encantadoras. Vou chegar e apreciar sempre.
Abraços

Marcos Campos disse...

Lindo isso!!

Angela Ladeiro disse...

A árvore parece ser Jacarandá. Adoro as suas flores azuis. Tenho algumas na minha quinta. O pássaro, não se vê. Mas a poesia sente-se

tossan® disse...

Subo na árvore e tenho o canto do pássaro no peito e ouço a sinfonia, assim é melhor sou desafinado. Flamboaiã? Gostei da sua frase e foto. Beijo

Magro Costa disse...

Bom dia cheguei aqui, vindo lá do Arte Fotográfica do Gaspar de Jesus; e deparo-me com teu belo Blog. Tuas fotos aliadas às tuas palavras, formam um conjunto muito bom de conhecer.
Volto em outras visitas é lógico!

Pedro Luso de Carvalho disse...

Sônia,

Muito inspirada essa figura de seu poema. Parabéns.

Abraços,

Pedro.

Fernando Campanella disse...

Lindo demais: canto para o pássaro / tenho uma árvore no peito. Grande abraço, Sonia.

G I L B E R T O disse...

E esta árvore encantará o passáro e virá e pousará tranquilo em seu coração, poetisa!

Lindo!

parabéns!

Gilberto
nel mezzo del cammim