quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Iluminação




Sentada na terra
tenho o coração pequeno.

O grande frio da noite
quer descer sobre mim.

Mas num repente
o céu se ilumina.

Brilha uma estrela,
tudo se transforma.

Suavemente
abre-se a flor

do meu coração.

____________

11 comentários:

ElmaCarneiro disse...

Lindo poema Sonia.
A foto pode ser a de uma açucena?
Vim com saudades de você.
Beijooo

BC disse...

Estrela e flor, dois elementos luminosos, encantadores, que fazem lindos poemas.
Beijo
Isabel

Nydia Bonetti disse...

O poder de uma estrela... Que lindo, como sempre. :) beijos

Sonia Schmorantz disse...

Muito bonito, Sônia. Tanto o abrir iluminado da flor quanto as tuas palavras.
abraço

Hercília Fernandes disse...

Belo, Sônia. Simplicidade que, suavemente, encanta.

Um beijo :)
H.F.

Danilo de Abreu Lima disse...

sonia,
nunca o pássaro é impossivel. podem cortar-lhe as asas e a garganta, mas fica-lhe o corpo frágil pleno de penas- de alvuras de versos- mesmo tripudiado o poeta e o poema sobre-viverão e voarão lonjuras inimagináveis.
como vc. diz no poema iluminação, sempre é possivel a redenção.
abraços, desde o over mundo ( não publico mais lá). Grande abraço Danilo.

tossan® disse...

Suavemente escreves e fotografas. Beijo

Anita "Menina-Flor-Mulher" disse...

Gosto de fotografias e as suas são lindas, os poemas combinam com elas, muito bem.

Beijos.

ElmaCarneiro disse...

Olá Sonia
A beleza sempre existe e está ao alcance da nossa observação, tudo depende da nossa forma de olhar.
Espero sempre ter essa capacidade de enxergar o belo que a natureza me oferece.
Quarta feira começa a primavera e então o mundo ao nosso redor vai ficar mais colorido e luminoso.
Beijooo

Fernando Campanella disse...

...O grande frio da noite
quer descer sobre mim...

Mas a flor se abre, minha amiga, a flor que é a própria essência, a razão de vivermos e amarmos a vida. Belo poema. Um abraço.

Gaspar de Jesus disse...

Olá Sonia
Muitos parabéns por este lindo pormenor.
Bjs
G.J.