domingo, 21 de junho de 2009

Enigma




O que veem os olhos da coruja
quando me olham
como se me despissem?

____________________

Foto e poema: Sônia Brandão

10 comentários:

Nydia Bonetti disse...

Talvez ela esteja fazendo esta mesma pergunta, Sônia... Tudo faz parte do grande enigma que um dia decifraremos.
Lindo este tom dourado da foto!
Beijos

Marcos Campos disse...

Olá Sonia!!
Linda foto heim??
Poema curto, legal e que faz pensar...
Boa semana!
Beijo!

Elma Carneiro disse...

Sempre queremos saber o que de verdade passa dentro de nós, e a coruja aí é simbólica. Serão nossos próprios olhos?
Beijos

Gaspar de Jesus disse...

Ornamentação em AZUL E OURO, muito bonita a foto e a frase.
Bjs
G.J.

Ana Martins disse...

Só ela saberá responder!

Beijinhos,
Ana Martins

Sonia Schmorantz disse...

Que bom ter recebido tua visita! Já estava a pensar no que teria acontecido...tudo sempre muito bonito aqui também.
beijos e boa quinta

GRAÇA GRAÚNA disse...

Sonia, minha querida: acho que a nossa irmãzinha coruja pensaria que a noite é um manto de estrelas bordado por poetas. Bjos. Grauninha

Alda disse...

Olá Sonia,
Linda a foto!
Obrigado pela visita!
Um beijinho
Alda

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sônia, bela fotografia...Belo texto...Espectacular....
Beijos

Tony disse...

BUENA COMPOSICIÓN...SALUDOS